Current Status
Não Inscrito
Price
Gratuito
Get Started

Os Lusíadas e a Filosofia, com José Meirinhos

Inscreva-se neste Diálogo para assistir à gravação

Os Lusíadas, poema épico que Luís Vaz de Camões publicou em 1572 (fez agora 450 anos), não são uma obra de filosofia. Também não têm a densidade especulativa de outras obras poéticas, como a Commedia de Dante, ou o Paraíso perdido de Milton, para dar apenas dois exemplos. No entanto, em múltiplos episódios encontramos o eco de ideias filosóficas, ou a explícita discussão de problemas que interessam à filosofia, como o valor da experiência, a natureza da história, a representação na pintura, o poder da palavra, a ação política do príncipe, a denúncia da corrupção política e moral, o dever de o poder apoiar as artes, o olhar sobranceiro sobre o estrangeiro, a invenção e exaltação de uma certa ideia de pátria, a valorização política e histórica das ciências, a sublimação do amor.
Essas posições interpelam e convidam-nos a olhar de novo para o que se esconde num poema que, para alguns, é de grande beleza poética, enquanto para outros é uma insuportável celebração do passado e da guerra de expansão.
A leitura de passagens dos Lusíadas pontuará esta conversa em que todos podem participar.

 

José Meirinhos é Professor Catedrático do Departamento de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Possui graduação em Filosofia pela Universidade do Porto (1984), mestrado em Filosofia Medieval pela Universidade do Porto (1990) e doutorado em Filosofia pela Universidade do Porto (2002). Tem experiência de ensino e investigação na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia Antiga, em Filosofia Medieval e em Filosofia do Conhecimento.